O socialismo dos últimos 35 anos

Há artigos que valem a pena destacar, para pensar e reflectir.

Negócios online

_________________________________________

Nas últimas semanas assistimos a críticas violentas às reformas da troika: lei laboral, Educação, Saúde, Arrendamento, Justiça, etc. A ideia é clara: bloquear as mudanças.

Nas últimas semanas assistimos a críticas violentas às reformas da troika: lei laboral, Educação, Saúde, Arrendamento, Justiça, etc. A ideia é clara: bloquear as mudanças. Já se percebeu que este movimento anti-reforma vem dos grupos que mais têm a perder com as mudanças. Mas avancemos um pouco no raciocínio. Quando ouvimos Carvalho da Silva e João Proença vociferar contra as alterações à lei laboral, Mário Nogueira gritar contra a reforma educativa, dirigentes partidários (PSD incluído) recusarem a reforma das autarquias; Mário Soares criticando a redução do peso do Estado (classificando de neoliberal puro um país com défice orçamental de 7,5%…!) a tentação é perguntar: será que não têm razão?

Não, não têm. Basta fazer uma pergunta: qual a política dos últimos 35 anos? Socialismo, puro ou numa versão mitigada (com PSD e CDS no poder). É um absurdo? Parece. Ora veja: a actual lei das rendas mudou pouco desde os anos 70; a orientação da política Educativa é quase igual; a lei laboral é a mesma; a concertação social é igual; a protecção no desemprego é praticamente a mesma, o SNS e a Justiça nem falar

Mas há outro exercício que ajuda a tirar isto a limpo: desde 1977 a despesa do Estado disparou. Naquele ano pesava 28% no PIB, em 1995 chegou a 37% e em 2010 foi de 51,3%. Ou seja, os governos dos últimos 54 anos comungaram do mesmo ideal: a engorda do Estado (por aqui se vê que Soares não tem razão).

É por isso que a retórica anti-reformista impressiona pela negativa. Não mexer naquelas áreas é deixar tudo na mesma; é contribuir para o empobrecimento do país. Não é melhor dar o benefício da dúvida às reformas da troika?

Camilo Lourenço

Deixe um comentário

Filed under Política Caseira, Portugal

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s