Monthly Archives: Fevereiro 2011

QUANDO OS DITADORES CAEM TUDO MUDA…

Tão amigos que eram-mos!

“ONE OF THE REVOLUTIONARY ICONS OF OUR TIMES”

 


Anúncios

Deixe um comentário

Filed under África, Direitos Humanos, Líbia

Chegou a hora de Angola também mudar.

Está convocada, ou pelo menos idealizada, uma manifestação em Angola para o dia 7 de Março. A ideia é mostrar ao dono do país, José Eduardo dos Santos, que mesmo de barriga vazia os angolanos continuam a ter cabeça, continuam a saber pensar.

Via Alto Hama

Deixe um comentário

Filed under Angola, Cidadania, Direitos Humanos

Uma orgia de sangue, repressão e medo na Líbia

Aviões da Força Aérea atacaram manifestantes em Tripoli

por LusaOntem

Aviões da Força Aérea da Líbia bombardearam hoje manifestantes em várias zonas da capital Tripoli, noticiou a estação de televisão árabe Al-Jazira.

EUA exigem “paragem do banho de sangue inaceitável”

A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, exigiu hoje “a paragem do banho de sangue inaceitável” na Líbia, realçando a sua inquietação com a situação neste país.

Influente teólogo apela ao assassínio de Kadhafi

por LusaOntem

Cadáveres nas ruas e tiroteio quase contínuo em Tripoli

por LusaOntem

A situação em Tripoli é de extrema tensão, com cadáveres espalhados pelas ruas e disparos de artilharia pesada ouvidos em várias zonas da capital da Líbia, indicaram hoje testemunhas citadas pela agência EFE. A agência cita residentes em diferentes bairros de Tripoli a indicarem que o som de tiroteio é quase contínuo e que são também ouvidos tiros de artilharia pesada.

Obs:

Deve ser distracção minha!

Mas onde estão os defensores dos oprimidos e dos Direitos Humanos… Agora?

Se bem me lembro, quando Israel repeliu a flotilha cheia de “pacifistas” que se dirigia para Gaza, não faltou um coro de protestos e manifs, a denunciar este acto bárbaro por parte de Israel.

Com este banho de sangue em curso na Líbia, onde se meteu esta mesma gente tão indignada?

Deixe um comentário

Filed under África, Direitos Humanos, Islão, Líbia

A Nova Revolução Do Povo Angolano

A manifestação anti-governamental

em Angola vai começar às zero horas

na segunda-feira, dia 7 de Março de

2011, de Cabinda a Cunene.

______________________________________________________

A NOSSA PETIÇÃO

O povo angolano exige:

1 – A saída imediata do Presidente ditador José Eduardo dos Santos, seus ministros e companheiros;

2 – A formação de uma nova ordem política, social e económica;

3 – A re-implementação das Eleições Presidenciais periódicas em nossa Constituição;

4 – A implementação de uma democracia social, que deve ter o interesse do povo angolano de coração;

5 – A formação de um novo governo com os interesses do povo angolano de coração;

6 – O estabelecimento de um sistema de administração pública transparente e responsável de todos os recursos de Angola;

7 – A priorização dos cidadãos angolanos sobre os benefícios e reconstrução social de Angola.

1 Comentário

Filed under Angola, África, Direitos Humanos

Quem não acredita no MPLA?

A UNITA diz que o MPLA está a utilizar a violência (prisões, agressões, mortes) contra os seus simpatizantes. O MPLA desmente e diz que é tudo encenação e desespero do Galo Negro. Como é óbvio, eu acreito no MPLA pelas razões que a seguir apresento.

O MPLA tem razão, desde logo porque, por exemplo, os cabindas são terroristas, tanto quanto foram os timorenses que lutaram contra o domínio colonial e ocupacional da Indonésia; tanto quanto os milhares de mortos do 27 de Maio de 1977.

Aliás, todo o mundo sabe que durante a guerra civil o MPLA só usava armas inteligentes (já para não falar dos seus militares) que distinguiam os alvos: se fossem militares… acertavam, se não fossem… desviavam. Já as da UNITA matavam tudo quanto aparecesse pela frente.

Todos sabem também que se o MPLA praticou algum tipo de terrorismo, era inequivocamente um terrorismo bom. O que se passou no dia 27 de Maio de 1977 (40 mil mortos) e até agora é prova disso.

Aliás, o terrorismo é qualificado em função do número de vítimas e de os seus dirigentes serem, ou não, primeiros-ministros ou presidentes. Por ser responsável por três mil desaparecidos, Augusto Pinochet e o seu governo são uns monstros. Já por ter morto Nito Alves e apenas mais 39 999 compatriotas, o MPLA é um exemplo para a humanidade.

Sabe-se agora que no massacre de Luanda que visou o aniquilamento da UNITA e cidadãos Ovimbundus e Bakongos, e que se saldou no assassinato de 50 mil angolanos, entre os quais o vice-presidente da UNITA Jeremias Kalandula Chitunda, o secretário-geral Adolosi Paulo Mango Alicerces, o representante na CCPM, Elias Salupeto Pena, e o chefe dos Serviços Administrativos em Luanda, Eliseu Sapitango Chimbili, foi tudo obra da própria UNITA.

Sabe-se agora que o massacre do Pica-Pau em que no dia 4 de Junho de 1975, perto de 300 crianças e jovens, na maioria órfãos, foram assassinados e os seus corpos mutilados no Comité de Paz da UNITA em Luanda… foi tudo obra da própria UNITA.

Sabe-se agora que o massacre da Ponte do rio Kwanza, em que no dia 12 de Julho de 1975, 700 militantes da UNITA foram barbaramente assassinados, perto do Dondo (Província do Kwanza Norte), perante a passividade das forças militares portuguesas que garantiam a sua protecção foi tudo obra da própria UNITA.

Sabe-se agora que o facto de mais de 40.000 angolanos terem sido torturados e assassinados em todo o país, depois dos acontecimentos de 27 de Maio de 1977, acusados de serem apoiantes de Nito Alves ou opositores ao regime foi tudo obra da UNITA.

Sabe-se agora que o facto de, entre 1978 e 1986, centenas de angolanos terem sido fuzilados publicamente nas praças e estádios das cidades de Angola, uma prática iniciada no dia 3 de Dezembro de 1978 na Praça da Revolução no Lobito, com o fuzilamento de 5 patriotas e que teve o seu auge a 25 de Agosto de 1980, com o fuzilamento de 15 angolanos no Campo da Revolução em Luanda… foi tudo obra da UNITA.

Sabe-se agora que o facto de no dia 29 de Setembro de 1991 ter sido assassinado, em Malange, o secretário Provincial da UNITA Lourenço Pedro Makanga, a que se seguiram muitos outros na mesma cidade foi tudo obra da UNITA.

Sabe-se agora que o facto de em Junho de 1994, a aviação ter bombardeado e destruido a Escola de Waku Kungo (Província do Kwanza Sul), tendo morto mais de 150 crianças e professores, foi tudo obra da UNITA.

Sabe-se agora que o facto de entre Janeiro de 1993 e Novembro de 1994, a aviação ter bombardeado indiscriminadamente a cidade do Huambo, a Missão Evangélica do Kaluquembe e a Missão Católica do Kuvango, tendo morto mais de 3.000 civis, foi tudo obra da UNITA.

Sabe-se agora que o facto de entre Abril de 1997 e Outubro de 1998, na extensão da Administração ao abrigo do protocolo de Lusaka, terem sido assassinados mais de 1.200 responsáveis e dirigentes dos órgãos de Base da UNITA em todo o país… foi tudo obra da UNITA.

Por isto tudo, quem não acredita no MPLA?

in Alto Hama

 

Deixe um comentário

Filed under Angola, Comunismo, Direitos Humanos

The Lost Word of Lake Vostok

Recomendo este post.

O Segredo do Lago Vostok: À Descoberta das Profundezas da Vida

in Obvious

publicado em recortes por Tiago Vargas em 9 fev 2011

——————————oOo————————————

Se algum ambiente da Terra ainda pode ser considerado totalmente virgem, este é o caso do Lago Vostok.

Até hoje “visto” apenas por radar, o lago está escondido nas profundezas da Antárctica, coberto por uma camada de 4 quilómetros de gelo.

Os cientistas acreditam que ele está assim, selado e isolado do restante do macro ambiente terrestre, aí incluída a atmosfera, há pelo menos 14 milhões de anos.

O que pode haver lá ninguém sabe, mas as especulações incluem formas de vida únicas, que evoluíram de forma independente.

O facto é que, o que quer que viva no Lago Vostok, são organismos muitos antigos – ou, quem sabe, formas de vida totalmente desconhecidas.

 

Deixe um comentário

Filed under Ambiente, Explorações