As borlas do Metro

Diário Digital

terça-feira, 27 de Abril de 2010 | 14:38

TC: Metro de Lisboa perde 1,5 milhões com transporte grátis

O Metropolitano de Lisboa perdeu só em 2008 uma receita da ordem dos 1,5 milhões de euros pelo facto de ter transportado gratuitamente os seus trabalhadores, respectivos cônjugues e descendentes, bem como os reformados da empresa.

Este número faz parte de uma auditoria do Tribunal de Contas à transportadora que critica a gratuidade concedida a vários grupos alvo numa empresa onde o volume de negócios é insuficiente para cobrir os custos de exploração, contribuindo por isso para o défice de exploração.

Esta situação, que não se encontra revelada nas contas do Metro de Lisboa, é extensível aos trabalhadores da Ferconsult, empresa do grupo e até aos funcionárias de outras empresas de transporte privadas do sector rodoviário.

Neste caso, diz o Tribunal de Contas, as borlas concedidas resultam de acordos entre comissões de trabalhadores das respectivas empresas que são aplicados à revelia de orientações organizacionais e legais.

Observações: Até quando?

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Política Caseira

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s